Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Marujada de Nossa Senhora do Rosário na Serra do Cipó

Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de Conceição do Mato Dentro-MG, na Serra do Cipó

Uma emoção indescritível em ver essa tradição, tanta força e história, beleza…

De origem portuguesa, ligado ao drama vivido nas viagens marítimas pelos descobridores de novas terras, entre elas o Brasil, a Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos se espalhou em todos os cantos do país. Não sendo diferente em Conceição do Mato Dentro, os marujeiros, tocadores de pífaros, ou pipiruí, como eram popularmente chamados, consiste em parte integrante indispensável da festa do reinado, dada à tradição, também de séculos, da presença desses nestas ocasiões.

Uniformizados de azul e branco, capacetes pontiagudos enfeitados de espelhos e fitas de várias cores, máscaras de bela fisionomia, moldadas em tela de arame; o patrão acrescentando ainda a barba branca feita de algodão, para impor maior respeito ao mestre, contramestre, gajeiros, calafates e calafatinhos.

Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Ao som de violas, pandeiros e tambores. Ouve-se o altercar de vozes entre os principais contendores e surge então o combate de bastões, simulado por meio de golpes de uns contra os dos outros. Sempre dançando em roda, elevam as mãos e os bastões acima da cabeça, um espetáculo que prende a atenção de todos. A marujada se manifesta também nos distritos da cidade, como Tabuleiro e Itacolomi.

No dia 29 de outubro esta importante manifestação cultural estará presente no REFAZENDA Cultural, reforçando o engajamento do evento no fomento a cultura e aos valores históricos e sociais.

Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
Marujada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

O evento Refazenda Cultural conta ainda com uma vasta programação com música, cinema, moda de viola, mostra de alunos, teatro, artistas convidados, batuques, folias, barraquinhas de comida, bebida e artesanato. Umas das atrações se referem à salvaguarda da memória da região com o lançamento do Centro da Memória Viva, disponibilizando um Banco de Dados com mais de 1000 bens materiais e imateriais inventariados, entre eles, fotos, tradições e documentos históricos e mais de 10 horas com entrevistas às personalidades locais.

Também nesse dia será exibido pela primeira vez o Filme “Arte e Memória Viva”, cores e sons da Serra do Cipó.  Para conhecer um pouco mais do Refazenda Cultural, Clique aqui

Conheça um pouco mais da Serra do Cipó, veja as pousadas na Serra do Cipó, restaurantes, cachoeiras e muito mais.

Deixe um comentário